Tecnologia inédita vai ampliar abastecimento de água

Prefeitura de Porto Alegre apresentou nesta sexta-feira, 18, uma alternativa para a falta de água crônica na Zona Sul nos meses mais quentes do ano. O Departamento Municipal de Água e Esgotos (Dmae) assinou um contrato para fornecimento de sistema complementar de tratamento com a Aquamec Indústria e Comércio de Equipamentos Ltda. A contratação possibilitará um incremento de 30% em relação ao abastecimento atual de água na região.

 

Prefeito assinou o contrato na manhã desta sexta-feira

 

“Este momento está sendo possível graças às reformas que fizemos. Garantimos que o dinheiro da água e do saneamento ficará com as respectivas áreas e não entrará no caixa único da prefeitura. A população não pode arcar com prejuízo de decisões populistas. Estamos felizes com esta transformação de Porto Alegre”, diz o prefeito Nelson Marchezan Júnior.

 

Como vai funcionar - O sistema, chamado de ultrafiltração, conta com tecnologia inédita em Porto Alegre no tratamento de água e funciona como uma estação de tratamento compacta pré-fabricada. Essa estação compacta ampliará o abastecimento de água durante o período de obras do Sistema Ponta do Arado em cerca de 300 litros por segundo. Com essa ampliação, a regularidade de abastecimento de água para o Extremo Sul e a Lomba do Pinheiro estará mantida pelo Dmae, conforme explica o diretor-presidente, Darcy Nunes dos Santos. “Devido ao aumento desorganizado da urbanização da cidade, o sistema está no limite, o que faz o abastecimento não ser regular. Este sistema vai auxiliar a cidade até a construção da Ponta do Arado”.

 

Com a assinatura do contrato, a empresa pode iniciar a instalação dos componentes do sistema imediatamente. Até abril (seis meses), está prevista a entrega de mais 100 litros por segundo e, até outubro de 2020, a produção de mais 300 litros por segundo no abastecimento. A água produzida na estação compacta seguirá todos os padrões de potabilidade requeridos pela legislação brasileira. O Dmae continua responsável pela adição dos produtos químicos e controle da potabilidade, atuando como verificador de desempenho da contratada. De acordo com o diretor da empresa, Valter Carmona, o problema é comum em grandes capitais com a sazonalidade do consumo. “Este sistema que Porto Alegre está contratando é o que vem sendo utilizado em todo o mundo”, destaca.

 

"A gestão Marchezan colocou técnicos no Dmae que dão respostas rápidas para a solução dos problemas. Esta medida apresentada hoje é inovadora", destaca o secretário de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário. Para o secretário de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Marcelo Gazen, Porto Alegre está vivendo um momento de grandes investimentos, como a orla do Guaíba, PPP da iluminação e a melhoria do abastecimento de água.

 

Ultrafiltração - A estação de tratamento compacta pré-fabricada é 100% automatizada. Ela inclui um sistema de captação de água bruta flutuante, uma subestação alimentadora de energia nova específica, um sistema de membranas de ultrafiltração com capacidade de 300 litros por segundo e a operação e manutenção dos três componentes por todo período contratual. O investimento é de R$ 43,3 milhões com recursos próprios do Dmae, oriundos da arrecadação da tarifa de água. A filtração por membranas é um processo de separação física que será utilizado em um sistema de estação compacta pré-fabricada instalada ao lado da ETA Belém Novo, aumentando a produção de água do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) Belém Novo de 1 mil litros por segundo para 1,3 mil litros por segundo.

 

Estação de tratamento compacta pré-fabricada é 100% automatizada

 

Histórico - Em 2012, o Dmae identifica a necessidade de ampliação da infraestrutura de abastecimento e distribuição de água tratada para a região do Extremo Sul e Lomba do Pinheiro devido à expansão e migração populacional interna em Porto Alegre. Em 2013, define-se tecnicamente a construção de uma nova estação de tratamento de água para dobrar a capacidade de produção de água na região. O projeto de engenharia realizado teve custo de R$ 2,5 milhões e foi concluído em dezembro de 2014 com audiência pública na Câmara de Vereadores. Em agosto de 2017, o projeto para construção da nova ETA no Extremo Sul é cadastrado no Ministério das Cidades para captação de recursos, pois decisões anteriores descapitalizaram o Dmae, fazendo com que os recursos que deveriam ser utilizados para soluções estruturais a médio e longo prazo, fossem destinados para o caixa único da prefeitura.

 

Em outubro de 2018, o projeto é selecionado pelo Programa Avançar Cidades - Saneamento da União através de financiamento com a Caixa Econômica Federal, e autorizado pela Câmara de Vereadores. Em maio de 2019, a contratação dos recursos é aprovada pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN); o contrato, com valor autorizado de R$ 220,7 milhões de financiamento e contrapartida de R$ 11 milhões com recursos próprios da arrecadação da tarifa de água (para alcançar o valor de R$232 milhões totais previstos para o empreendimento), é assinado em junho. No momento, as áreas técnicas da Caixa e do Dmae estão detalhando os projetos para dar início às licitações das obras da ETA Ponta do Arado.

 

ETA Ponta do Arado - A construção da nova ETA no Extremo Sul vai melhorar o abastecimento e beneficiar em torno de 250 mil pessoas nos períodos de verão em que há maior necessidade de água. A ETA terá potencial para atender ainda mais de 320 mil moradores dos bairros Lomba do Pinheiro, Lami, Aberta dos Morros, Hípica e Restinga, entre outros. Em junho deste ano a prefeitura assinou com a Caixa o contrato para financiamento de R$ 220 milhões. Foi o primeiro contrato com uma instituição financeira desde as obras da Copa, demonstrando a recuperação da capacidade de investimentos da prefeitura.

 

 

Também participaram do evento os secretário de Comunicação, Orestes de Andrade Jr; o adjunto de Serviços Urbanos, Nelcir Tessaro; o vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Reginaldo Pujol; e o adjunto do Dmae, Leomar Nestor Teichmann; os diretores do Dmae Ricardo Oliveira, Marcelo Faccin e Valdir Flores; os conselheiros do Conselho Deliberativo do Dmae, Ana Amélia Zanella Prates e Jorge Luiz Ramão; o representante do Sinduscon, engenheiro Sérgio Bottini Júnior; e os representantes da Caixa Econômica Federal, Anelise Naujorks e Carlos Rubinstein, além outras entidades.

 

Fonte: http://www2.portoalegre.rs.gov.br/portal_pmpa_novo/default.php?p_noticia=999205958&TECNOLOGIA+INEDITA+VAI+AMPLIAR+ABASTECIMENTO+DE+AGUA

Envie suas dúvidas ou solicite seu orçamento preenchendo o formulário abaixo.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Veja também:
Please reload

CONTATO

AQUAMEC | EQUIPAMENTOS E SISTEMAS PARA SANEAMENTO E TRATAMENTO DE ÁGUAS E EFLUENTES

contato@aquamecbrasil.com.br

Escritório: Av. Jabaquara, 3060 • 3º andar • 04046-500 • São Paulo • SP • Tel: +55 11 3031-3327

Fábrica: Av. Tiradentes, 2620 • 13309-640 • Itu • SP • Tel: +55 11 4025-6820

© 2017 aQuamec - Todos os direitos reservados

SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • LinkedIn - White Circle
  • Instagram - White Circle